13/05/13

Nota de imprensa: Uma linha ferroviária esquecida


O Núcleo Regional da Guarda da Quercus A.N.C.N. juntou-se na manhã de sábado aos cidadãos que na Guarda decidiram apoiar a iniciativa lançada na Assembleia Municipal da Covilhã de contestação da permanência do encerramento da linha da Beira Baixa (Guarda-Covilhã).


A caminhada já tinha começado quando o Núcleo Regional da Guarda se juntou ao grupo no desativado apeadeiro do Barracão. Foram percorridos sensivelmente 16 km até ao apeadeiro de Benespera. Os grupos da Guarda e da Covilhã acabaram por não se encontrar frutos de barreiras existentes na linha.

Mesmo sem os grupos se encontrarem há razões para perguntar quais os motivos pelo qual, mesmo depois de obras de requalificação, a linha permanecer desativada?

Exige-se uma aposta série nos transportes coletivos, com todas as vantagens que daí advêm, e nomeadamente para a cidade que no passado dia 10 de maio assinalou o Dia Municipal do Ar e que se orgulha disso.

Exige-se igualmente uma alternativa válida ao transporte de mercadorias.

Num momento em que toda a Europa está a inverter para a ferrovia e na construção da Rede Transeuropeia de Transportes para reduzir o consumo de energia e depender menos do petróleo Portugal parece continuar com rumo contrário.




Para mais informações contactar:
Bruno Almeida
931 104 568