25/03/10

Voluntariado Conservação do Cágado-de-carapaça-estriada‏

Convite
Acções de Voluntariado
Datas: 9-10-11 de Abril e 7-8-9 de Maio
Longueira-Almograve
Conservação do Cágado-de-carapaça-estriada

No âmbito do projecto de conservação do cágado-de-carapaça-estriada, convidamos todos os interessados a participarem nas acções de voluntariado a realizar na Lagoas temporárias do Sudoeste nos dias 9-10-11 de Abril e 7-8-9 de Maio. A pernoita será na Pousada da Juventude de Almograve. A organização oferece a estadia na Pousada da Juventude e o jantar-convívio de Sábado.

Programa previsto

Sexta
10,30 horas - Encontro na Pousada da Juventude de Almograve
11,30 horas - Início dos trabalhos nas lagoas temporárias
13,00 horas - Almoço
14,30 horas - Reinício dos trabalhos
20,00 horas - Jantar

Sábado
9,30 horas - Início dos trabalhos nas lagoas temporárias
13,00 horas - Almoço
14,30 horas - Reinício dos trabalhos
20,00 horas - Jantar-convívio (oferecido pelo organização)

Domingo
9,30 horas - Início dos trabalhos nas lagoas temporárias
13,00 horas - Almoço
14,30 horas - Reinício dos trabalhos
16,00 horas - Fim dos trabalhos. Despedida.

Tarefas a realizar
Instalação de cercados para impedir a entrada do gado nas lagoas temporárias e de tubagens para ligação a bebedouros. Monitorização da população de cágado-de-carapaça-estriada: os trabalhos de captura e marcação terão a supervisão de Pedro Segurado, investigador-especialista na espécie.

Como chegar
Link para mapa de localização.

Sobre o projecto de conservação do cágado-de-carapaça-estriada

O Cágado-de-carapaça-estriada, com o nome científico de Emys orbicularis, é uma das duas tartarugas de água doce existentes em Portugal. Esta espécie, em perigo de extinção de acordo com livro vermelho dos vertebrados, prefere habitats dulceaquícolas de águas paradas ou corrente lenta e necessita de boa cobertura de vegetação aquática, sem no entanto cobrir completamente todas as margens.

O principal objectivo do projecto prende-se com a preservação das charcas temporárias e estabilização e inversão do decréscimo populacional desta espécie. O local escolhido é um dos três mais importantes para a espécie a nível nacional, segundo Pedro Segurado, especialista que nos está a auxiliar na monitorização dos resultados. O trabalho que efectuámos em 2009 com o proprietário, consistiu em criar pastagem melhorada biodiversa para o gado bovino e, em troca, trocar a preservar as lagoas temporárias. Ofertámos ao proprietário sementes e adubo para a instalação de 8 hectares de pastagem e vedámos até agora, com o auxílio de voluntários, 4 lagoas, para impedir o acesso do gado às lagoas onde o cágado-de-carapaça-estriada habita e assim garantir que não há incorporação de matéria orgânica em excesso. Trata-se de um trabalho que só nos próximos anos vai começar a produzir resultados, havendo agora que monitorizar a população para verificar se a evolução será positiva.
Este projecto tem o apoio do Compal Fresh, da TMN, da Música no Coração e do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade.

Inscrições (limitadas a 16 voluntários) e informações: fcnatureza@quercus.pt